25 novembro 2017

"Once upon a time..." - Episódio 174

Rogério estaciona o carro, rouba um beijo ao António, ambos saem do carro. Rogério está empolgado com este local, já cá estivera anteriormente e fez questão de passar o fim de semana neste seu refúgio. Rogério puxa António pela mão e diz-lhe:
- Sei que é prematuro dizer isto, mas fica dito. Adoraria casar num sitio destes, e adoraria mais construir um local destes contigo. Ser o nosso hostel e o nosso lar...

António: - E há espaço para colocar cavalos, vacas, galinhas, cabras, ovelhas, coelhos...?!

Rogério e António beijam-se apaixonadamente...







Rogério: - Tróia bem ao fundo...

24 novembro 2017

"Once upon a time..." - Episódio 173

Sebastião: - Isto está a loucura do caneco, com isto do black friday

Frederico: - Vamos a uma loja de sapatos, preciso de comprar uns para o trabalho. Estes já estão muito gastos

Bruno: - Vamos ali a uma loja, que tem lá um gajo do meu novo ginásio, todo podre de bom ;)

Entram na loja, reparam num dos empregados todos jeitoso, com um corpo todo bem definido, que os atende com um sorriso, próprio de um bom vendedor...
Moisés ao ver estas "três amigas", que em nada enganam... Qualquer radargay as identificaria-os sem precisar de pilhas... Moisés pensa para si:
- Mais umas bichas lokas, uns patetas que vem gastar dinheiro em saldos com descontos de 4 euros lolololololololololol Hoje a loja já fez 30 mil euros. Todos querem os descontos de 20%

"Once upon a time..." - Episódio 172

O Mundo de Pedro desabara por completo, Frederico fizera os testes no próprio dia e deram negativos. Frederico comunicara que iria abandonar aquela casa, porque não estava para viver com alguém que o traíra que lhe poderia um dia dar-lhe um "presente" venenoso como Pedro recebera de alguém que nem ele próprio sabia... Pedro implorara sem sucesso, enquanto Frederico fazia as malas no quarto, sem olhar para ele. Frederico tinha ódio e nojo do gajo que tinha optado ficar. Na emoção do momento, Frederico afirma que valeria mais ter ficado com Rogério, António ou Francisco... Pedro ficara atónico quando ouviu aqueles três nomes...

23 novembro 2017

22 novembro 2017

"Once upon a time..." - Episódio 169

Pedro foi ao Hospital cheio de calafrios, com muita febre e com diarreia, para ele era uma gripe típica de Inverno. Os resultados indicavam que ele estava infectado com vírus do HIV. Lágrimas corriam pela cara abaixo, o seu mundo desabara naquele momento. Como contar aos pais, amigos e até ao seu companheiro de vida? Teria sido Fred a infecta-lo?! Pedro teria de lhe contar, como iria abordar a questão? Isso já era outra nota de quinhentos. Pedro não sabe o que pensar, ou no que fazer... Queria sair daquele hospital o mais rápido possível e que tudo não passasse de apenas um sonho mau, um pesadelo mesmo... Pedro fora aconselhado a começar a fazer a medicação de imediato. Travar a carga viral que tinha dentro dele.
Pedro sai do hospital, pensa em todos os gajos com quem fodera nos últimos tempos, tenta imaginar quem o possa ter enganado e ter-lhe estragado a vida. Pedro pega no telefone a sangue frio, liga a Frederico. Assim que este atente, ouve: - Olá amor, é só para te dizer que estou a sair do hospital, sou seropositivo. Vai às urgências de qualquer um hospital, diz que fizeste sexo desprotegido com alguém que sabes que é seropositivo. Pede para fazer o teste mais minucioso ao HIV. Desculpa, mas tenho de desligar... Frederico cai na cadeira do escritório, liga para Pedro, mas o telemóvel está desligado... Pedro fora até uma praia mais próxima para pensar na vida, e tenta saber quem o possa ter contagiado...







21 novembro 2017

"Once upon a time..." - Episódio 168

Frederico: - De facto os Tugas estão a ficar Islamizados aos poucos. Uma simples decoração com a Bandeira de Portugal e lá vem a ladainha igual ao pior que a ladainha do Panteão...
Mário Soares Pisou e Queimou a Bandeira Nacional, e ainda teve Honras de Estado no seu Funeral... Honras pagas com os Impostos de todos nós que descontamos lolololololololololololololol Pois é....
A Mana Francisca é que a sabe toda